CUMARU

A Associação Floresta Protegida apoia desde 2012 a coleta e comercialização de sementes de Cumaru (Dipteryx odorata). O princípio ativo desta espécie é muito utilizado pelas indústrias de fármacos e cosméticos, e as sementes são também valorizadas pela alta gastronomia além de ser uma excelente espécie para reflorestamento. Para os Kayapó, o cumaru se tornou uma importante alternativa de geração de renda na época da seca, entre os meses de junho e setembro. As propriedades medicinais do cumaru são conhecidas pelos Kayapó desde tempos imemoriais, mas cabe dizer que a AFP trabalha apenas com a venda das sementes e não com os conhecimentos tradicionais associados. O cumaru ocorre em grande densidade nos altos cursos dos rios Iriri e Riozinho, o que se tornou uma boa alternativa de geração de renda para as aldeias mais distantes dos centros urbanos, como as aldeias Kubenkrankenh, Aukre e Kendjam, que se tornaram as maiores coletoras. Estima-se que o manejo Kayapó de sementes de cumaru auxilia a reprodução e dispersão da espécie pelo território.